Flower's innocence

“Your face, my thane, is as a book where men
May read strange matters. To beguile the time,
Look like the time; bear welcome in your eye,
Your hand, your tongue: look like the innocent flower,
But be the serpent under ‘t.”

“O vosso rosto, meu senhor, é como um livro em que os homens
podem ler estranhas coisas.
Para iludirdes as circunstâncias, tomai a fisionomia das circunstâncias,
mostrai-vos prazenteiro nos olhares, nas mãos, nos lábios;
imitai a inocência da flor, mas sede a serpente nela escondida.”

William Shakespeare (Macbeth)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s