Faces da Funpaz

A Fundação Pássaro Azul, atuando desde 1995 no Alto Vale do Itajai,  é uma entidade cujo foco é o desenvolvimento humano. Como um dos membros mais antigos da fundação, estou sempre em contato com suas atividades e, geralmente, divido a responsabilidade de registrar as fotografias com o aspirante a fotógrafo André.

Captei estas imagens ao longo do desenvolvimento dos projetos da Fundação, também chamada de Funpaz, tanto em sua sede quanto in locu na comunidade de origem dos participantes.

Todas as fotos foram feitas com luz natural, sem qualquer produção. A maioria com a 70-200 VR em ISO 3200 ou superior e a conversão dos RAW, feita no LR e exportadas diretamente para o ProShow Producer.

Se vc preferir assistir em HD clique aqui.

Anúncios

Nova edição do Curso de Fotografia Básica

Pois é pessoal, como as edições anteriores foram um sucesso e atendendo a pedidos, sai em março mais  um curso.  Este segue os mesmos moldes dos anteriores, sendo adequado tanto para os fotógrafos  iniciantes, quanto para os intermediários.

Programação completa:


  • encontro

o   História da fotografia

o   A câmera fotográfica e seus elementos

o   Controles da exposição (diafragma; obturador e fotômetro)

o   Diafragma como controle de luz e formação da imagem

o   Obturador como controle de luz e formação da imagem

o   Obturador e diafragma em conjunto – reciprocidade

o   Exposição com e sem auxílio de fotômetros

o   Subexposição/superexposição

o   Profundidade de campo e como usá-la para valorizar suas fotos

 

  • 2º encontro

o   Digital: entendendo os recursos da sua câmera

o   Digital: noções básicas (pixel, resolução, tipos de arquivos, aplicações)

o   Objetivas: tipos e aplicações (macro, teles, grande angulares, etc…)

o   Composição / enquadramento

 

  • 3º encontro

o   Tipos e qualidade da luz

§  Luzes naturais

§  Duras e suaves

§  Luz lateral

§  Contraluz

§  Luzes artificiais

§  Modelando a luz

o   Balanço de Branco

o   Uso do flash

 

  • 4º encontro

o   Saída fotográfica

 

  • 5º encontro

o   Pós-processamento de imagens digitais em Lightroom e Photoshop

o   Avaliação das imagens

189

O Wall Street Journal publicou a lista das 200 melhores profissões de 2009. A de fotógrafo ocupa a 189ª, perdendo apenas pra 11 profissões, como: açougueiro, trabalhador da construção civil…Veja o restante no post do blog do The Britsh Journal of Photography.

The Wall Street Journal has published its list of the 200 best and worst jobs in 2009. At the top of the list is Actuary with a top-level salary of $161,000 and software engineers, who can hope to earn $129,000. Photojournalists, on the other hand, are way down in that list, coming in 189th position with a starting salary of $16,000 and a top-level salary of $60,000. Only 11 other positions are considered worse than being a photojournalist. They are: Butcher, Mail Carrier, Meter Reader, Construction Worker, Taxi Driver, Garbage Collector, Welder, Dairy Farmer, Ironworker, Lumberjack and Roustabout…

21 razões para casar com um fotógrafo

Na segunda o Clício Barroso publicou no seu blog, “50 razões para não se casar com um fotógrafo. No dia seguinte uma mulher de vestido postou “21 razões para se casar com um fotógrafo”. As razões dela são hilárias e ao mesmo tempo verdadeiras. Veja:

1-Fotógrafos, mesmo os mais tímidos, são sempre galantes. Faz um bem pro ego!

2-Seus pais nunca vão reclamar que você casou com um vagabundo: ele pode não ter emprego, mas estará sempre trabalhando.

3-E se ele for um fotojornalista que vai para guerras e coisas do tipo, vai conseguir respeito até daquela sua tia mais careta, que invoca com o jeito esquisitão que ele tem (tá certo que o cara demora meses para perceber que precisa aparar o cabelo e a barba, mas, afinal, qual o problema de alguém se parecer com o Capitão Caverna quando é capaz de arriscar a vida desta forma, né?).

4-Se fotógrafos não dão carona para o casal de amigos porque o banco do carro tá cheio de equipamentos, também não dão carona para aquele cara folgado, que vai insistir para vocês desviarem em quilômetros o caminho só para deixá-lo na porta de casa.

5-E como o porta malas também tá sempre cheio, você é obrigada a fazer malas exíguas, que levem apenas o essencial. Ótimo aprendizado para quando for viajar sozinha: vai poder carregar suas malas sem esforço.

6-Ir ao cinema fica bem melhor. Você aprende a observar outras coisas – além do roteiro e da fina estampa do galã – como movimentos de câmera, enquadramentos e iluminação.

7-Na verdade, tudo pode ter uma nova cara: o fundo da lata de cerveja, a silhueta da antena do vizinho, a gota de orvalho no brotinho da samambaia… você vai começar a botar reparo em coisas que nunca tinham tido a mínima importância na sua vida.

8- São melhores conselheiros na hora de escolher uma roupa do que as amigas. Elas sabem o que está na moda. Eles sabem o que realmente fica bem em você.

9-Esta regra também vale para os cabelos, a maquiagem e a cor do esmalte. Eu sei… o cinza arábia tá na moda e suas amigas adoram. Mas se ele disser que “parece que você não tem mais a ponta dos dedos”, dê o vidrinho recém comprado para a sua sobrinha modernete. Ele deve estar certo.

10-Eles gastam todo dinheiro em equipamento. Mas isto é melhor do que gastar em outras coisas, né? Imagina ser casada com alguém que gasta tudo na coleção de dvds de axé!

11-Fotógrafos são movidos à paixão. Se está com você, é porque você é apaixonante, mesmo que eles nunca digam.

12-Também estão sempre procurando beleza. Então, seguindo o raciocínio do item anteriror, você deve ter uma beleza especial (isto eles até dizem). Mesmo que ele esteja cercado de modelos lindas, sensuais e – obviamente- mais bonitas que você.

13-Pense nisto também na hora em que o flagrar olhando descaradamente para outra mulher: melhor do que fazer uma cena de ciúme, é dizer (mentir?) para si mesma que ele só está olhando por uma questão estética (ele é um esteta nato!).

14-A maioria dos fotógrafos precisa viajar a trabalho, pelo menos de de vez em quando. E, a menos que você trabalhe com ele, sobra tempo para se encontrar com as amigas solteiras e ficar hooooras falando sobre aqueles assuntos que nós adoramos mas que evitamos na presença deles.

15-Fotógrafos são exigentes. Mesmo que o restaurante que ele insiste em ir seja um muquifo com toalhas de plástico, a comida deve ser ótima.

16- Fotógrafos têm sempre algo para te ensinar. Mesmo que sejam nomes esquisitos que mais ninguém conhece. Como Gurski. Scheimpflug. László Moholy-Nagy.

17-Se você acha importante manter o diálogo, fique tranquila: nunca vai faltar conversa neste relacionamento. Por via das dúvidas, mantenha-se informada sobre o mundo da fotografia: talvez o tema das conversas não varie muito.

18-Se você gosta de fotografia, tem uma ótima oportunidade de aprender muitas coisas observando sua postura profissional. Eu disse ‘observando’. Não fiquem na ilusão de que ele vai te emprestar lentes ou te ensinar a usar o flash: se o teu interesse é técnica, faça um curso. Ele, no máximo, vai querer te ensinar outras coisas, como a subjetividade narrativa cinematrográfica implícita nos enquadramentos de Sergei Eisenstein ou a importância da documentalidade dentro do contexto contemporâneo numa sociedade saturada pelo excesso de imagens cuja banalização da fotografia beira… Enfim, abra bem os olhos, balance a cabeça concordando (concorde sempre) e se matricule num curso o mais rápido possível.

19-Seus retratos serão retocados: acabou aquela estória de por seu cachorrinho no avatar do Tweeter porque não ficou bem na foto. As pessoas podem até não te reconhecer, mas que você vai ficar bem, isto vai!

20-As fotos de corpo também podem virar uma montagem. Se ele puser o corpo de uma gostosona embaixo do seu rosto, guarde com cuidado. Se vocês se separarem, você pode usá-las num daqueles sites de ‘paquera’ quando estiver afim de ter outro namorado (e, se na hora de se conhecerem pessoalmente, ficar muito visível que você tá com vários quilos a mais, invente que está tomando um anticoncepcional que retém liquidos)

21-Se você conseguir manter o casamento até a velhice não vai ter que se lidar com um marido aposentado na poltrona assistindo Datena e reclamando dos jovens de hoje em dia. Fotógrafos não se aposentam. E estão sempre cercados pelos jovens de hoje em dia, que ficam pedindo opinão sobre seus próprios trabalhos. Ah, eles também não assistem o Datena: o cenário é feio.

Curso de fotografia gratuito

O curso é dividido em 13 partes, passando por vários  itens básicos da fotografia, como: fotometria, abertura de diafragma, profundidade de campo, composição, etc.

Se vc é iniciante e quer aprofundar seus conhecimentos teóricos é uma boa pedida.

Atualização:

Pessoal o curso está no link embutido na palavra “curso”. O material n é meu, eu apenas estou divulgando. Tenho o projeto de um curso presencial a ser ministrado aos finais de semana. Mas essa é outra história. Logo postarei a respeito dele para levantar o número de interessados.